O que acontece entre o estágio de lagarta e o de borboleta?

“Gosto de ver casulos de borboletas. Lagartas feias que adormeceram, esperando a mágica metamorfose. De fora, olhamos e tudo parece imóvel e morto. Lá dentro, entretanto, longe dos olhos e invisível, a vida amadurece vagarosamente. Chegará o momento em que ela será grande demais para o invólucro que a contém. E ele se romperá. Não lhe restará outra alternativa, e a borboleta voará livre […]. Somos como as borboletas: a liberdade não é um início, mas o ponto final de um longo processo de gestação.” (Rubem Alves)

Anúncios